"Santas as visões, santas as alucinações, santos os milagres, santo o globo ocular, santo o abismo." (Allen Ginsberg)

7.11.08

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain

Antes era o som
Menino inocente aprendendo a ser bonito com o silêncio
Época distante essa:
Livros eram mágicos
Indústrias eram novidade
E nada, nada mesmo!, era mais completo que o som gutural e delicado do francês

Pra que descascar batatas
Ou afinar instrumentos?
Um mundo perfeito nos oferece batatas que pulam nas bocas e sanfonas que cantam sozinhas!
Limpa é a terra molhada, depois da chuva
A alma transborda em Montmartre
Inteira e desengonçada, a poesia invade cada miocárdio
Não existem pedaços de poesia

imagem . Le Fabuleux Destin d'Amélie Poulain, de Jean-Pierre Jeunet, França, 2001
fonte da imagem . www.ocaradalocadora.com.br
acróstico nefelibata . Ana F.
outro texto nefelibata sobre um fabuloso destino em www.palavrassorteadas.zip.net

Marcadores:

7 Comments:

Blogger kami said...

Minha nossa!
Sabe que eu fico imaginando dá onde vc tira inspiração pra criar este tipo de poesia...
Interessantissimo!

Bjussssss

9:22 PM

 
Blogger josi stanger said...

Obrigada
Imagina, agora fiquei envergonhada de ver o seu texto ... muito bonito... Como não poderia deixar de ser quando se fala desse filme que é simples e simplismente lindo, eu até comprei o dvd pra ver de vez em quando. Quando estamos nos sentindo como se a vida nos devesse algo, pra que no fim do filme ue tenha a impressão de que a magia está em perceber tudo de bom que temos por perto por menor que seja por mais sem cor que pareça, é que na verdade a cor está nos olhos, somos nós que colorimos as coisas... divaguei...
um abraço e volte sempre.
ps. vou colocar o seu endereço na minha lista... não faço cinema mas gosto muito.
Josi

3:23 PM

 
Blogger Giseli said...

Olá...
Muito bem, você não me conhece, eu acabei de conhecê-lo, anexei seu link em meu blog.
Meu nome é Giseli, e fiquei lhe "conhecendo" atráves da minha tia, que postou o comentário acima.
Adorei o filme (que peguei emprestado dela), acho que assisti algumas vezes em poucos dias...
Se gosta de poesia, quem sabe goste de me visitar também:
http://www.descobrindoariete.blogspot.com/
Um grande abraço, deixo aqui o convite...

10:18 PM

 
Anonymous O Cara da Locadora said...

Bela poesia, mesmo... Vou visitar mais algumas vezes aqui, gostei do que li... A saber, sou o Cara da Locadora daonde vc tirou a imagem :)

2:25 PM

 
Anonymous Ana F. said...

num é por nada não, mas esse texto que eu fiz é realmente muito lindo!

6:30 PM

 
Blogger Arthur said...

Lindo texto da ana.
Esse filme também me inspirou a poetar quando vi.

12:00 PM

 
Anonymous ornitorrinco junkie said...

Sim, sim...

Texto da grande e inigualável Ana F. Link do blog dela: www.ornitorrincodefenestrado.blogspot.com

Também fiz um texto sobre o filme... Disponível no Palavras Sorteadas.

5:52 PM

 

Postar um comentário

<< Home